Limpeza do Polivalente-ESL pela Ass. de Estudantes

17. 11. 28
Visitas: 1214

No passado dia 23 de novembro a Associação de Estudantes-ESL meteu mãos à obra numa ação de limpeza do polivalente-ESL, com o objetivo de colaborar internamente com um problema que se tem arrastado no tempo - a falta de civismo de inúmeros alunos. O que se tem passado - e que tem vindo a ser combatido (com ações de sensibilização; com supervisão; com reforço dos equipamentos disponíveis; com reforço de intervenção de Ass. Operacionais) - é que o Polivalente-ESL tem vindo a ser usado com muito desleixo por um enorme/contínuo fluxo de (várias centenas de) alunos que o frequentam e que após se servirem dele (para repouso, convívio ou repasto) deixam ficar uma enormidade de lixo espalhado pelas mesas e pelo chão, não obstante a proximidade de vários ecopontos e cestos de recolha de lixo. Na verdade o espaço está continuamente a ser limpo mas se calhar a mensagem que está a passar-se  é contraproducente, na medida em que pode estar a contribuir-se para a ideia perigosa de que "não faz mal sujar porque há sempre alguém a limpar"; ora isto tem de mudar e vai encetar-se uma nova fase de ação/sensibilização que já foi, inclusive, debatida/comunicada à Associação de Estudantes e que pode passar por reduzir a Assistência Operacional no espaço por forma a aumentar o impacto do fenómeno e a pressão sobre os prevaricadores, ainda que com custos de qualidade para os que são cuidadosos, limpos e civilizados. Por outro lado espera-se conseguir (junto dos alunos) uma clarificação do papel dos Assistentes Operacionais, que sendo agentes de assistência educativa (que inclui intervenção de limpeza e arrumação, é certo), não são empregados pessoais, nem criados pessoais de ninguém.

A Direção do Agrupamento quer deixar claro que apoia a Associação de Estudantes-ESL na campanha de sensibilização que está a ser preparada e quer dar os parabéns públicos à Associação de Estudantes-ESL, e aos muitos que a ela se associaram, pela iniciativa que tiveram, pelo exemplo que deram, assim como pela atitude nobre e descomplexada que evidenciaram à vista de todos. Espera-se que todo este movimento cívico não assente apenas na intervenção da Direção, dos Ass. Operacionais e da Associação de Estudantes-ESL mas que a ele se associem proativamente os demais agentes técnico-pedagógicos internos (Assistentes Técnicos; Docentes; Técnicos Especializados), que também têm responsabilidades diárias em intervir educativamente junto da comunidade escolar que servem.